quarta-feira, 24 de agosto de 2016

TARAUACÁ: ATLETAS DO JIU JITSU SÃO MEDALHISTA EM EVENTO REALIZADO NA CIDADE DE CRUZEIRO DO SUL


Atletas de Tarauacá, estiveram no último final de semana participando 3ª Copa Alan Campelo de Jiu-Jitsu, realizada em Cruzeiro do Sul com a participação de representantes de várias cidades do Acre. Duas academias com 13 atletas estiveram representadas no evento. Seis da Samurai Goldem Team do professor João Herbert e e sete da Riva Fight Team do Professor Diego Figueiredo. 


O professor João Herbert agradeceu aos apoiadores que ajudaram na ida dos atletas até Cruzeiro do Sul. SINTEAC/TARAUACÁ, RADIO NOVA ERA FM, MOTO PEÇAS HERBERT, COMERCIAL VANDER, SECRETARIA DE SAUDE DE TARAUACÁ, NOSSO HOTEL DE CRUZEIRO DO SUL, UP! FITNES ACADEMIA E SEVERINO CAPIBARIBE.


O professor Diego Figueiredo, campeão absoluto na faixa marrom de Jiu Jitsu, também fez agradecimentos a UP FITNESS, DROGA LUZ, STUDIO DE TATUAGEM ISMAEL MARTINS, PERSONAL CÉSAR OGRO e SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (CARLOS GOMES)


RESULTADOS DE CATEGORIA QUE PARTICIPANTES DE TARAUACA CONSEGUIRAM MEDALHAS

CATEGORIA FAIXA BRANCA LEVE
1 HUDSON (ACADEMIA RF TARAUACA)
2 JAMILSON (ACADEMIA CT NAUS)
3 GIDEONE (ACADEMIA CT NAUS)

CATEGORIA FAIXA BRANCA PESSADISSIMO
1 ELEILSON SILVA (ACADEMIA CT NAUS)
2 MARCELO MARTINS (ACADEMIA SAMURAI GOLD TEAM)

CATEGORIA FAIXA AZUL LEVE
1 JARDEL (ACADEMIA RF TARAUACA)
2 PABLO (ACADEMIA RF TARAUACA)
3 PAULO PRETO (ACADEMIA CT NAUAS)

CATEGORIA FAIXA VERDE PENA
1 MARCELO (ACADEMIA SAMURAI GOLD TEAM)
2 JEFERSON (ACADEMIA CT NAUAS)
3 RAILSON MELO (ACADEMIA CT NAUAS)

CATEGORIA FAIXA ROXA GALO
1 CLAUDEIR SOUZA (ACADEMIA CT NAUAS)
2 FABIO FRANÇA (ACADEMIA SAMURAI GOLD TEAM)

CATEGORIA FAIXA VERDE MEDIO
1 BRENO (ACADEMIA RF TARAUACA)
2 YURY (ACADEMIA NAUAS BIS)
3 SARON (ACADEMIA CT NAUAS)

CATEGORIA FAIXA MARROM ABSOLUTO
1 DIEGO FIGUEIREDO (ACADEMIA RF TARAUACA)
2 FELICIO (ACADEMIA CT NAUAS

PARABÉNS A TODOS OS ATLETAS TARAUACAENSE QUE FORAM PARTICIPAR DA SAMURAI GOLD TEAM E RF.

Fonte: http://acciolytk.blogspot.com.br/

Candidato do PSDB é assassinado a tiros na Vila do V


xxx

Um candidato a vereador de Porto Acre, Elivaldo Santana (PSDB), de 36 anos, foi assassinado com vários disparos de arma de fogo na manhã desta quarta-feira (24), na Vila do V, zona rural do município. Segundo informações de populares, dois homens ainda não identificados seriam os autores do crime.

Os acusados teriam chegado em uma motocicleta e efetuado vários disparos e fugido em seguida. Elivaldo Santana, ainda chegou a receber atendimento, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho de Rio Branco. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico legal.

A policia já trabalha com a hipótese de execução. A vitima era pecuarista da região. Até o momento os acusados não foram identificados pela Policia.

Fonte: http://www.ac24horas.com/

Ifac: bolsas para mestrandos e doutorandos seguem até sexta (28)

A Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (PROINP) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou edital que concede bolsas de Mestrado e Doutorado para pesquisadores pertencentes a Instituições Públicas de Ensino ou de Pesquisa do Acre e inscritos em programas de Pós-Graduação Stricto Sensu no país. As inscrições seguem abertas até o dia 28 de agosto.

As propostas deverão ser encaminhadas por meio de formulário anexo ao edital disponível no site do Ifac. A proposta preenchida deve ser enviada junto com a documentação descrita no edital para o e-mail bolsaspg@ifac.edu.br. Além disso, uma cópia simples com a documentação original deve ser entregue para conferência na Coordenação de Pesquisa de um dos campi do Ifac localizados em Xapuri, Tarauacá, Rio Branco, Sena Madureira e Cruzeiro do Sul.

Serão concedidas um total de 20 bolsas, sendo 11 para estudantes de Mestrado no valor de R$ 1.500,00 e nove bolsas no valor de R$ 2.200,00, mais a Taxa de Bancada no valor de R$ 394,00 para estudantes de Doutorado. O investimento chega a R$ 600.000,00, provenientes da Emenda Parlamentar nº 26870011 de 2012, firmada em Acordo de Cooperação Técnica entre o Ifac e o CNPq. As bolsas serão pagas pelo CNPq.

Dúvidas sobre edital podem ser encaminhadas para o e-mail: bolsaspg@ifac.edu.br.

Fonte: http://www.ac24horas.com/

terça-feira, 23 de agosto de 2016

TARAUACÁ: FUNDAPE DIVULGA LISTA DE MIGRAÇÃO DE VALORES DE INSCRIÇÃO AUTORIZADAS PELA PREFEITURA MUNICIPAL DE TARAUACÁ-AC


A Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária no Acre – FUNDAPE, organizadora do Concurso Público para Provimento de Vagas em Cargo de Nível Superior, Técnico, Médio e Nível Fundamental Completo para o Quadro de Pessoal da Prefeitura do Município de Tarauacá tornou público a lista de migração de valores de inscrição.

Essa opção de migração foi disponibilizada no site da FUNDAPE. Para saber se sua migração foi deferida clique AQUI.

Com informações da FUNDAPE

EDUCAÇÃO: Governo abre inscrições para 28 mil vagas remanescentes do Fies



As inscrições para concorrer às 28 mil vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) começaram nesta segunda-feira (22). Pela primeira vez, o Ministério da Educação (MEC) abriu processo para preencher as vagas que não foram ocupadas no processo regular, que terminou na última sexta-feira (19).

Requisitos

Podem concorrer às vagas remanescentes os estudantes que tenham feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média geral mínima de 450 pontos e nota na redação que não seja zero. É necessário comprovar renda familiar mensal bruta de até três salários-mínimos.

Calendário

Após a inscrição, o interessado deverá acessar o Sistema Informatizado do Fies(SisFies) e concluir o processo nos dois dias úteis subsequentes. Conforme o edital publicado na sexta-feira, os prazos variam de acordo com a condição do estudante.

De 22 a 28 de agosto — Estudantes não graduados pré-selecionados no processo seletivo regular do Fies referente ao segundo semestre deste ano, que ainda não tenham firmado o contrato de financiamento.

De 26 a 28 de agosto — Estudantes graduados pré-selecionados no processo seletivo regular do Fies referente ao segundo semestre deste ano, que não tenham firmado o contrato de financiamento.

29 de agosto a 5 de setembro — Estudantes não graduados inscritos em vaga remanescente, que ainda não estejam matriculados.

2 a 5 de setembro — Estudantes graduados inscritos em curso no qual não estejam matriculados.

29 de agosto a 2 de dezembro — Estudantes não graduados inscritos em vagas remanescentes em curso no qual estejam matriculados.

2 de setembro a 2 de dezembro — Estudantes graduados inscritos em vagas remanescentes de curso no qual estejam matriculados.

Inscrições

As inscrições devem ser feitas no sistema FiesSeleção. Após a inscrição, o candidato deve concluir o processo nos dois dias úteis subsequentes, noSistema Informatizado do Fies (SisFies). Mais informações pelo telefone 0800-616161.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Educação

Deputado recebe R$ 200 mil sem ir à Câmara



Mesmo sem ter comparecido uma vez sequer à Câmara no primeiro semestre de 2016, o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE) recebeu mais de R$ 200 mil da Casa entre salários e verba para cobrir despesas atribuídas ao exercício do mandato, como passagens aéreas e aluguel de veículo. Antes de se licenciar do mandato, em 18 de abril, em razão de uma cirurgia na coluna, Aníbal faltou aos 36 dias em que sua presença foi exigida em plenário para votações. Todas as suas faltas foram abonadas pela Câmara com a apresentação de atestado médico. Em junho, o deputado foi denunciado formalmente ao Supremo Tribunal Federal (STF), por corrupção, com base nas investigações da Operação Lava Jato. Essa e outras histórias são contadas na 24ª edição da Revista Congresso em Foco.

As justificativas das faltas garantiram ao peemedebista mais de R$ 100 mil em salários, de janeiro a abril. No mesmo período, a Câmara bancou outros R$ 100 mil em despesas de Aníbal, por meio da chamada Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap). Foram R$ 32 mil apenas com o aluguel de uma caminhonete Amarok utilizada por ele no Ceará e outros R$ 32 mil em passagens aéreas, quase sempre entre Brasília e Fortaleza. A assessoria do deputado alega que ele esteve na capital federal, mesmo sem registrar presença na Câmara, para resolver problemas pontuais.

No Supremo, Aníbal responde a três inquéritos relacionados à Lava Jato por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e formação de quadrilha. Na denúncia que apresentou em junho, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acusa o parlamentar de ter recebido por meio de um assessor R$ 3 milhões desviados de contrato de uma entidade com a Petrobras.

Um dos delatores do esquema, o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa contou que Aníbal lhe prometeu R$ 800 mil para facilitar um negócio fechado entre a companhia e um sindicato de práticos, profissionais que transportam navios em portos. Paulo Roberto ainda apontou o cearense como intermediário do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no esquema. Janot, no entanto, não incluiu Renan na denúncia, alegando falta de provas. Caberá ao Supremo decidir se transforma o deputado em réu. O procurador-geral da República também recomenda que o peemedebista perca o mandato.

Por meio de sua assessoria, o deputado licenciado destacou que ainda não é réu e que, ao longo das investigações, “demonstrará de forma cabal que jamais praticou qualquer ato ilegal”. Ainda segundo os assessores, Aníbal se afastou da Câmara devido a um “complicado procedimento cirúrgico” na coluna e pretende voltar ao trabalho em meados de setembro. Na legislatura passada, o peemedebista foi o 11º deputado mais faltoso. Deixou de comparecer a 40% das sessões destinadas a votação: foram 155 ausências nos 393 dias em que a presença era obrigatória.

Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br/

TSE vê fornecedoras de fachada na campanha eleitoral Dilma-Temer em 2014

Segundo peritos, três empresas não apresentaram documentos capazes de comprovar que prestaram serviços no valor pago pela campanha de 2014
Roberto Stuckert Filho I PR
Técnicos do TSE apontaram que uma quarta empresa, a Gráfica Atitude, não foi contratada pela campanha Dilma-Temer

Técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entregaram nesta segunda-feira (22) o resultado da perícia realizada sobre documentos de empresas que prestaram serviços à campanha eleitoral que elegeu a presidente afastada Dilma Rousseff e o presidente em exercício Michel Temer, em 2014. Os peritos identificaram irregularidades nas contratações. A suspeita da Justiça Eleitoral é de que as firmas sejam empresas de fachada.

Com o fim da fase de perícia no TSE, a relatora do caso, ministra Maria Thereza de Assis Moura, já agendou os depoimentos das testemunhas. Segundo o laudo dos peritos, três empresas não apresentaram documentos capazes de comprovar que, efetivamente, prestaram serviços no valor pago pela campanha presidencial. As empresas que se encontram nessa situação são a gráfica VTPB, a Red Seg Gráfica e Editora e a Focal.

Os técnicos apontaram que uma quarta empresa que teve os documentos analisados, a Gráfica Atitude, não foi contratada pela campanha. A Gráfica Atitude é suspeita de ter sido usada para captar propinas para o PT, segundo investigações da força tarefa da Operação Lava Jato.

Em abril, a relatora autorizou o início da colheita de provas para a ação proposta pelo PSDB que investiga se houve abuso de poder político e econômico pela campanha vencedora, composta pela chapa PT-PMDB, nas eleições presidenciais de 2014. A ação de investigação que corre no TSE pode resultar na cassação dos mandatos de Dilma e Temer e na inelegibilidade dos dois. Se o impeachment de Dilma Rousseff for confirmado pelo Senado, o processo ainda continua no TSE.

Depoimentos na Justiça Eleitoral

Ao menos dez testemunhas serão ouvidas em setembro pela Justiça Eleitoral, segundo despacho da relatora. Serão ouvidos no dia 16 de setembro, no Rio, o ex-gerente da Petrobrás Pedro Barusco; os lobistas Hamylton Pinheiro Padilha Junior e Zwi Skornicki – apontado como operador de propina da Odebrecht no exterior –; e o ex-diretor do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada Marcelo Néri.


No dia 19 de setembro, serão ouvidos em São Paulo os empresários Augusto Mendonça (da Toyo Setal), Eduardo Hermelino Leite (da Camargo Corrêa) e Ricardo Pessoa (do UTC), além do lobista Julio Camargo e os executivos Flávio Barra e Otávio Marques de Azevedo ligado à Andrade Gutierrez.

A ministra solicitou cópia das delações de Pessoa e de nomes ligados à Andrade Gutierrez – a colaboração de executivos da Andrade, porém, é mantida sob sigilo no Supremo Tribunal Federal.

A defesa de Dilma afirmou que só vai se manifestar após ver o laudo completo da perícia do TSE.

Multas de trânsito terão reajuste a partir de novembro



A partir de 1º de novembro de 2016, os valores das multas por infrações de trânsito terão aumento. Os ajustes serão realizados com base em alteração no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por meio da lei federal n.º 13.281, sancionada em 4 de maio deste ano.

A infração gravíssima, que antes tinha multa no valor de R$ 191,54, passará a custar R$ 293,47. Já as multas consideradas graves serão ajustadas para R$ 195,23. Anteriormente, o valor desta penalidade era de R$ 127,69.

Para infração média, o valor passa de R$ 85,13 para R$ 130,16. Já as infrações leves, que custavam R$ 53,20, passam a totalizar R$ 88,38. Desde quando o CTB entrou em vigor, as multas não eram reajustadas.

O coordenador-geral de Planejamento Operacional do Denatran, Carlos Magno, esclarece como é distribuída a receita arrecadada com a cobrança das multas de trânsito. “O artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro é bem claro quanto à aplicação da receita decorrente da arrecadação de multas de trânsito, devendo ser destinadas a atender exclusivamente a despesas públicas como sinalização, engenharia de tráfego, engenharia de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito. As receitas não podem ser aplicadas em outras finalidades, em outras situações que não sejam essas”, explicou o coordenador.

Além disso, o órgão de trânsito arrecadador é obrigado a repassar 5% do valor ao Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito (FUNSET). A ação está de acordo com os termos do parágrafo único do art. 320 do Código de Trânsito Brasileiro. 

Cartilha

Para orientar os órgãos de trânsito, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) indica a “Cartilha de Aplicação de Recursos Arrecadados de Multas de Trânsito”, material que tem como base a portaria nº 407 de 2011.

“Nós levamos em consideração toda a necessidade de estabelecer um instrumento normativo que disciplina a aplicação da receita arrecadada das cobranças de multas de trânsito de forma que tem uma fundamentação mais apropriada para interpretar o artigo 320 do CTB”, explicou Carlos Magno.

Portanto, nessa cartilha, são elencadas as despesas públicas, os elementos de despesas com sinalização, com engenharia de tráfego, de campo, de policiamento, fiscalização e a educação de trânsito.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério das Cidades e do Denatran

TARAUACÁ: PREFEITURA ENTREGA 1° PONTO DE MOTO- TÁXI NO MUNICÍPIO


Um dos locais de maior concentração de transporte público são os pontos de mototáxi e táxi. E para dar suporte aos profissionais da categoria, a Prefeitura de Tarauacá com recursos próprios, investiu mais de R$ 8 mil na construção do primeiro ponto de moto-táxi da cidade. 


Localizado na Cel. Juvêncio de Menezes, o ponto de moto-táxi Bernardo Abidon da Silva foi instalado pela Secretaria de Obras, onde o prefeito Rodrigo Damasceno com a proposta da vereadora Maria José, sensibilizou-se com as más condições de trabalho da categoria e atendeu às reivindicações da diretoria do Sindicato dos Motos-Taxistas de Tarauacá. A obra conta um boxe com bancos, tv e bebedouro para abrigar os 17 moto-taxistas do município, bem semelhante ao 1° Ponto de Táxi também entregue pela atual Administração Municipal no último dia 26 de Janeiro.
O presidente do Sindicato de Moto-Taxistas de Tarauacá, Élson Monteiro, agradeceu ao prefeito Rodrigo Damasceno pela instalação do novo ponto-abrigo para os profissionais e lembrou que os motos-taxistas têm conhecimento de como eram as ruas antes da Administração e como é hoje. “Estamos satisfeitos com a atenção que o prefeito Rodrigo vem dedicando à nossa categoria, honrou compromisso, pois há mais de 11 anos não tínhamos um lugar digno de trabalho. Pra nós é um momento muito especial”, afirmou.

Segundo o chefe de gabinete, Romário Costa, desde quando o prefeito Rodrigo Damasceno assumiu a administração fez um compromisso de oferecer pontos de apoio aos mototáxistas e taxistas que trabalham no dia-a-dia, na chuva, no sol e que muitas vezes não tem onde se proteger. “Alguns acabam buscando abrigo em calçadas onde existem coberturas para não se molharem, por isso, com a construção desses terminais estaremos oferecendo conforto aos mototáxistas, taxistas e aos usuários”.

Romário Costa ressaltou ainda que “hoje é um momento especial, cada conquista é um momento importante. São pequenas coisas que vão ajudando a melhorar a vida das pessoas. É desse jeito que a gente governa na crise, e é desse jeito que a gente vai sair da crise também”.

A Administração Municipal fez uma homenagem póstuma ao Sr.Bernardo Abidon da Silva, pai do Moto-táxi, Cleudon Martins. Os familiares muito emocionados agradeceram a bonita homenagem. “Toda a nossa família sente-se honrada em ver esta obra está localizada no centro da cidade, levando o nome de Bernardo Abidon da Silva. Só temos a agradecer esta homenagem e a obra que há mais de 11 anos era esperada. A família agradece ao prefeito Rodrigo Damasceno pela forma democrática que ele tem tratado pessoas como meu Avô que contribuíram para o engrandecimento e pioneirismo na nossa cidade”, ressaltou Janderson Martins, neto do homenageado.

Também acompanharam a inauguração o Secretário de Educação, Carlos Gomes, Coordenador do Setor de Tributos, Luiz Carlos, Assessores Municipais e a família do homenageado.

Assecom Tarauacá

Salário-maternidade poderá ser pago a mães indígenas com menos de 16 anos



Parecer que possibilita o pagamento pelo INSS de salário-maternidade a mães indígenas menores de 16 anos foi aprovado pela Procuradoria-Geral Federal.

A decisão considerou as condições sociais, econômicas e culturais peculiares dos povos indígenas, em que as crianças são, desde cedo, integradas ao processo de sociabilidade econômica, participando das atividades produtivas de suas comunidades.

O parecer foi elaborado em conjunto entre as Procuradorias Federais Especializadas da Funai e do INSS, além de representantes do Departamento de Consultoria e Contencioso da Procuradoria-Geral Federal.

Os indígenas têm acesso aos benefícios do INSS na condição de segurado especial que desempenha atividade rural em regime de economia familiar.

Para se chegar à conclusão, foram consideradas decisões estabelecidas pela Justiça Federal e pelo Supremo Tribunal Federal, concedendo o benefício a indígenas menores de 16 anos, fundamentadas em laudos antropológicos que demonstram que as formas de organização social próprias desses povos permitem a admissão de responsabilidade laborativa às jovens indígenas, bem como o casamento em idade próxima à primeira menstruação.

No parecer, também foi levado em consideração o fato de que a norma constitucional que veda o trabalho a menores de 16 anos por ter o objetivo de proteger a criança e o jovem não pode vir a prejudicar as mães indígenas menores de 16 anos, nos casos em que estas teriam o direito ao benefício, mas ainda não teriam atingido a idade regulamentada por lei.

Idade

As divisões em grupos etários das sociedades indígenas possuem outra lógica de classificação, dependendo, em quase sua totalidade, da consagração em ritos de passagem, que os qualifica para desempenhar novas funções em suas comunidades. Após os rituais, que podem ocorrer antes dos 16 anos, meninas e meninos são considerados aptos para o casamento.

Sendo assim, e estando a jovem mãe indígena inserida no trabalho comunitário, a compreensão é de que o benefício previdenciário do salário-maternidade deverá ser concedido mesmo antes dos 16 anos, pois seu trabalho comunitário rural a caracteriza como segurada especial, e o casamento, considerado pela sociedade envolvente como precoce, está dentro dos costumes e tradições dos povos indígenas.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Funai